domingo, 15 de fevereiro de 2009

O Rio Sorraia Fumegante


2 comentários:

Jossé Diogo Júnior disse...

Sonhar Coruche

Se pudesse ir ver-te hoje à tardinha
Quando o sol já desce no horizonte
Beberia água na tua fonte
E mataria esta saudade minha.

Depois, eu e tu, a noite inteirinha
Em beijos de saudade, junto à ponte
Queimaríamos o rosmaninho do monte
Na fogueira deste amor de criancinha.

O Sorraia lindo, iríamos abraçar
Num abraço gigante desde o castelo
Até aos verdes milheirais da fantasia...

E pelo campo, cavalgando o meu sonhar
Visitaríamos a Erra, chão belo
Onde vive, liberta, minha alegria!

José Diogo Júnior

Este é um de 7 sonetos meus, editado no Brasil pela Edições Abrali na antologia Poegrafia.

JJFERREIRA disse...

Obrigado eu pela sua visita ao meu Blog! E pelos Seus Sonetos, que me dão mais entusiasmo em divulgar a nossa Terra!